BNA há mais de uma semana que não vende divisas

Cerca de EUR 25 milhões foi o último montante colocado pelo Banco Nacional de Angola no mercado primário no dia 2 do presente mês. O valor serviu a importação de viaturas de transporte de carga e viaturas de transporte de passageiros. Desde o mês de Abril que o BNA não efectua vendas de divisas superiores a EUR 50 milhões, escreveu OPAÍS.

Sectores como saúde, educação, bens alimentares, transportes, telecomunicações e indústria continuam com dificuldades de importar, numa altura em que o preço do Brent, principal referência das exportações de Angola, está a ser cotado a USD 77.

De acordo com o relatório semanal do BNA (de 2 de Maio) a última sessão realizada no mercado primário foi apurada com uma taxa de câmbio média ponderada de Kz 275,337 por Euro, com depreciação de 0,757%. Já no mercado secundário e informal, desde a entrada em vigor do novo regime cambial, a 9 de Janeiro, até 30 de Março último, o diferencial das taxas de câmbio da moeda nacional face ao Euro, registou uma redução de 17,48% passando de 101,19% para 83,72%.

No dia em referência (2 de Maio), contribuíram para o apuramento da taxa de câmbio 15 dos 18 bancos participantes, tendo a taxa mais alta sido de Kz 275,865 por euro e a mais baixa de Kz 274,863 por euro.

Relatórios do BNA, indicam que o BAI liderou os leilões, sendo a instituição bancária que mais divisas adquiriu, entre finais de Abril e o princípio de Maio, com mais de EUR 18 milhões adquiridos, num montante global superior a EUR 100 milhões. Seguem se na lista os bancos, SOL, BFA e Millennium Atlantico.

As casas de câmbio, que há sete meses não participam nos leilões do BNA, estão entre as instituições mais afectadas pela escassez de divisas. O facto já obrigou muitas casas de remessas de valor a fecharem agências e a despedir trabalhadores. Um grupo de empresários do sector, escreveu ao Presidente da República sobre o assunto.

 

Post Author: facesdeangola

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *