Sonangol junta-se a uma empresa norte americana para prestar serviços à indústria petrolífera

A Tidewater Marine, empresa norte-americana que detém e opera uma das maiores frotas de apoio à indústria petrolífera, associou- se à Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol) para constituir uma empresa de direito angolano, ao abrigo de um projecto de investimento recentemente aprovado pelo governo de Angola.

O projecto de investimento prevê a constituição da Sonatide Marine Angola, uma sociedade por quotas de direito angolano, cuja actividade consiste na prestação de serviços marítimos, incluindo cabotagem e gestão de navios, no apoio a empresas da indústria de petróleo e gás com operações de perfuração, pesquisa e produção em Angola. A Sonatide Marine Angola, cuja constituição representa um investimento de 1,3 milhões de dólares, será detida em 49% pela Tidewater Marine e nos restantes 51% pela Sonangol Holdings.

O projecto autorizado pelo ministro dos Recursos Naturais e Petróleos, Diamantino Pedro Azevedo, exige a concretização do investimento num prazo de 240 dias e a criação, no primeiro ano de operação da Sonatide, de 213 postos de trabalho, dos quais 40 para cidadãos estrangeiros. Quanto à situação dos jovens, a sua inclusão na vida económica e social do país exigirá a redefinição de prioridades e projectos do Plano Nacional de Desenvolvimento da Juventude, o que pressupõe melhorar a sua qualidade de vida, designadamente, ao nível da respectiva condição de saúde, do acesso à habitação e do seu envolvimento nos grandes objectivos da democracia participativa e do desenvolvimento de Angola.

“Angola precisa de jovens saudáveis, bem preparados e com elevado espírito empreendedor, capazes de, com o seu trabalho e iniciativa, ajudá-la a crescer e a transformar-se num país onde valha a pena viver. A juventude está no centro das atenções do MPLA e apostar nela é sustentar o futuro e o progresso de Angola”, lê-se no documento. Finaliza a nota do Bureau Político do MPLA dirigindo “uma palavra de gratidão à JMPLA, a maior organização juvenil do País, pelo seu papel dinâmico, forte, coeso e aglutinador, em prol da educação patriótica de muitas gerações de jovens, que, ao longo dos anos, têm sabido servir a Pátria, com zelo e dedicação”.

 

Post Author: facesdeangola

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *