Governador do Bié solidariza-se com os professores

O governador da província do Bié, Álvaro Manuel Boavida Neto, solidarizou-se Sábado, no município de Camacupa, 80 quilómetros a Leste da cidade do Cuito com os professores do país, dando-lhes razão, face a má remuneração existente no sector, informou o País.

Boavida Neto teceu estas declarações à imprensa local durante o acto provincial do 14 de Abril, consagrado à juventude angolana que a vila de Camacupa acolheu, salientando que os professores precisam de melhores condições de vida e meios de ensino nas escolas para a realização de suas tarefas. Em termos constitucionais, os professores estão no direito de manifestar- se, com a devida liberdade de expressão e reunião. Entretanto, prosseguiu, as reivindicações devem ser feitas com base na lei.

A greve, de acordo com o governador, está estipulada na Constituição da República de Angola, sublinhando que o Estado deve respeitar a vontade dos cidadãos que a façam dentro dos trâmites. Considerou de incorrecto que um director de escola puna o professor por ter aderido à greve. Boavida Neto apelou à mudança de consciência para fortalecer a democracia no país, para se formar uma sociedade diferente, onde o Estado democrático e de direito se conforme. De realçar que, actualmente, estão sob controlo da província do Bié 13 mil e 654 professores para um universo 652 mil e 789 alunos matriculados.

 

Post Author: facesdeangola

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *