Cidadão põe fim à vida depois de matar a esposa

Após ter espancado á esposa até à morte, por questões passionais, um cidadão de 39 anos suicidou, no município de Caconda, na província da Huíla, revelou fonte da Polícia Nacional na província.

O inspector-chefe Luís Zilungo, avançou que o infortúnio, aconteceu por volta das 21h00, no interior de uma residência, na aldeia de Lele.
Ao fazer o balanço da semana finda, o porta-voz da Polícia Nacional, explicou que o suicida decidiu, na sexta-feira, tirar a própria vida e da esposa, por alegar não suportar mais as traições da esposa.
Luís Zilungo, que não avançou mais pormenores sobre o casal falecido, disse que, no mesmo período, registaram-se mais  dois homicídios, com recurso a faca e flecha, ocorridos na via pública, sendo um no município da Chibia e outro na Humpata.
Os dois homicídios, aconteceram depois de desentendimentos, por causas relacionadas com pequenos negócios (divisão de dinheiro e venda de peras), tendo as vítimas, sido atacadas com as armas brancas.
Na vertente rodoviária, ocorreram 31 acidentes de viação que resultaram em cinco mortos e 28 feridos, um aumento de oito casos, em relação à semana anterior.
Quanto às causas dos acidentes, Luís Zilungo, destacou o excesso de velocidade, avaria técnica das viaturas, ultrapassagem irregular e a não cedência de prioridade de passagem.
Os acidentes, ocorreram nos municípios do Lubango (19), Quipungo (cinco), Humpata (três), Chibia, Caluquembe, Gambos e Cacula com cada um caso.
No âmbito da fiscalização e regularização do trânsito, foram aplicadas 153 multas, por diversas infracções ao Código de Estrada e à legislação complementar, com a retenção de 32 veículos automóveis, 11 motociclos, 104 cartas de condução e 49 livretes.

 

Post Author: facesdeangola

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *