Escola primária nº 1039 cobra 25 mil Kwanzas pela matrícula

A direcção da escola primária nº 1039, também conhecida “escola do posto 15”, no bairro Prenda, no distrito da Maianga, está a cobrar 20 á 25 mil kwanzas, pela matrícula, que inicia no dia 15 deste mês, soube ontem o Jornal de Angola de uma fonte segura.
Matrículas nas escolas de ensino primário são grátis, a denúncia foi feita por encarregados de educação, que pediram o anonimato, que pretendia inteirar-se do acto de matrícula, tendo sido surpreendidos com a informação de que, para este ano lectivo, a escola não dispunha de mais vagas para alunos, que pela primeira, pretendiam ingressar naquela instituição.
“Ao recebermos a informação ficamos sem saber o que fazer, mas, mais tarde, demos conta de que havia esquema montado.
Pessoas relacionadas com a direcção alegam haver vagas, bastando, para tal, desembolsar 20 á 25 mil kwanzas.
Infelizmente fomos vítimas disso, pois tivemos de pagar o valor em causa e só assim vimos o nosso assunto resolvido” disse a fonte.
O interlocutor, diz não entender o esquema montado, pelo número de processo que se encontra no gabinete do director, quando até as matrículas iniciam apenas no dia 15, próxima segunda-feira.
Para evitar especulações, explica a fonte, a direcção da escola primária nº 1039, colocou em vários pontos “freelancer” que tratam de recepcionar os valores e os respectivos documentos, para posteriormente, serem entregues à direcção, uma situação que considera grave e atropela a lei de base do Sistema de Educação e Ensino n.º 17/16 de sete de Outubro.
“Mesmo com as medidas tomadas, as pessoas teimam em desafiar o Estado. Sinto-me bastante revoltado com este comportamento, não é certo que uns enriquecem à custa dos outros”, lamentou a fonte.
O Jornal de Angola procurou contactar a direcção da escola, sem sucesso.

Post Author: facesdeangola

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *