Tala Hady é vila digital

O bairro Tala Hady, tornou-se no sábado uma “vila digital” com a inauguração de 25 pontos, de acesso gratuito à Internet, instalados em sete ruas, no âmbito de um projecto desenvolvido pelo Instituto Nacional ,de Fomento da Sociedade da Informação.

Já estão definidas as áreas prioritárias, onde vão ser instalados pontos de acesso à Internet.
Os 25 pontos de acesso, vêm juntar-se aos 24 que já existiam em Luanda, estão  instalados no Marco Histórico do Cazenga, Largo da Independência, Casa da Juventude de Viana, Parque da Samba, Largo das Escolas, Instituto Médio de Telecomunicações, Largo da Igreja São Domingos, parque junto às instalações da Força Aérea Nacional, no bairro Neves Bendinha, Cidade Universitária e Praça da Família.
O director do Instituto Na­cional, de Fomento da Sociedade de Informação, Miguel Cazevo, anunciou no sábado, que vão ser este ano instalados 105 novos pontos,de acesso à Internet e as áreas prioritárias são o bairro Cassequel e as centralidades do Kilamba e Sequele.

O projecto, prevê que cada ponto de acesso tenha capacidade de suportar 60 utilizadores em simultâneo, a cada duas horas. Depois de duas horas, o utilizador deixa de ter acesso para permitir a entrada de outros utilizadores na rede.
“Temos verificado muitas conexões e este método de duas horas por dia permite maior rotação do número de utilizadores que tenham acesso à infra-estrutura”, disse Miguel Cazevo.
O responsável, salientou que a “vila digital” instalada no Tala Hady é a segunda fase do projecto Angola Online, que prevê a instalação de pontos de acesso gratuito, à Internet nas províncias do Cuanza Norte, Malange e Bengo, a cada província dispor de oito pontos, que vão ser instalados em zonas de maior concentração de alunos.
“Vamos levar a iniciativa às escolas e a outros locais públicos em várias localidades do país” prometeu Miguel Cazevo, referindo que, nas restantes províncias, à excepção da Lunda Sul, que já tem um projecto do género desde 2011, o projecto vai ser implementado de forma gradual.
O projecto Angola Online, visa proporcionar ao públi­co facilidade de acesso à In­ternet, à informação e ao conhecimento, sendo uma iniciativa do Instituto Nacional de Fomento da Sociedade de Informação, um organismo que é tutelado pelo Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação

Post Author: facesdeangola

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *